• Presidente da CNSP destaca importância histórica da AFPEB no centenário da entidade
  • 21 ago 2018

Antonio Tuccílio (à direita), presidente da CNSP, acompanhado do presidente Armando Campos, destacou a importância e o valor histórico da AFPEB no discurso durante a comemoração dos 100 anos da associação baiana.

O presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP), Antônio Tuccilio, destacou a importância da Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (AFPEB) durante a solenidade de comemoração dos 100 anos de fundação desta entidade. Além de se constituir na mais antiga associação de servidores do Brasil em atividade, Tuccilio enfatizou a similaridade da história da AFPEB com a história do Brasil ao lembrar que a Bahia foi a primeira terra onde desembarcaram os portugueses colonizadores e que foi na Bahia também que se constituiu a primeira associação de funcionários públicos.

Ele enfatizou ainda a importância do servidor público para a nação, pois é ele quem faz a conexão entre o Estado e o cidadão, daí a relevância desta função. Ao parabenizar o presidente da AFPEB, Armando Campos de Oliveira, ao qual entregou uma placa no formato do mapa da Bahia, homenagem da CNSP ao Centenário da entidade, ele destacou a liderança de Armando e a luta travada cotidianamente para garantir os direitos da categoria e manter o funcionalismo unido em torno das bandeiras de lutas da classe.

Ao fazer uso da palavra na abertura da solenidade que marcou o aniversário da AFPEB, realizada no salão nobre da Pupileira, Armando Campos falou do trabalho que tem desenvolvido nos últimos 27 anos à frente da Associação a fim de construir uma entidade que seja cada vez mais a representação de todo o funcionalismo municipal, estadual e federal na Bahia. Ele agradeceu as presenças da diretoria da CNSP, da qual ele também é vice-presidente, representantes de outras instituições baianas e de outros estados presentes ao evento, além da deputada federal Alice Portugal, e da vereadora Aladilce Souza.

O orador oficial da cerimônia Genaldo Lemos do Couto em sua fala fez um retrospecto da trajetória histórica da Associação desde a sua fundação, e da gestão do presidente Armando Campos. Em seguida, foram entregues as Medalhas do Centenário às personalidades presentes, além de funcionários, membros do Conselho e diretores da Casa e representantes de outras entidades, a exemplo dos diretores e conselheiros da CNSP.