• Pela recomposição salarial dos servidores públicos
  • 14 out 2021

O movimento de Servidores Públicos da Bahia em prol da recomposição salarial está rapidamente ganhando a adesão de novas associações e sindicatos. Iniciado pela AFPEB – Associação dos Servidores Públicos do Estado da Bahia, o movimento luta contra uma defasagem de seis anos nos vencimentos.

As entidades representativas dos servidores assinaram documento solicitando audiência com o governador Rui Costa, para tratar do quadro enfrentado pela categoria. “A situação dos que trabalham pelo estado da Bahia é muito difícil. Com mais de 37% de perdas no período, não está sendo possível acompanhar a inflação de serviços essenciais para a sobrevivência”, afirma a vice-presidente da AFPEB, Diana Simões.

Há seis anos consecutivos, o Governo da Bahia descumpre a data base da categoria, que deveria ocorrer em janeiro. “As entidades de servidores estão em conjunto lutando para que essa irregularidade possa ser vencida. Nunca enfrentamos uma situação como essa por um período tão longo”, afirma a vice-presidente da Associação.

Entre as entidades que integram o movimento estão a AFEB, ATEBA, ASPOC, ASBAC, FETRAB, AJUPROF, ASFATE, ASFI, IPAC, SINDETRAN, SUP, ASDERBA, SINTAJ-BA, FUNDAC e AFPEB, entre outras.