• Governo aumenta para 35% limite da renda comprometida com empréstimo consignado
  • 08 jul 2019

O governo federal aumentou de 30 para 35% o limite da renda dos servidores púbicos que pode ser comprometida com empréstimos consignados, isto é, aqueles que são descontados diretamente na folha de pagamento. A decisão, no entanto, é vista com cautela por economistas e especialistas do setor financeiro.

O aumento autorizado pelo governo, todavia limita os 5% de acréscimo ao pagamento de dívidas no cartão de crédito. Pela nova regra, o valor decorrente dos 5% a mais só pode ser usado para pagar as dívidas do cartão.

Os analistas do mercado de crédito, por sua vez, consideram que a nova regra deixa espaço para o consumidor contrair mais dívidas, haja vista que a mudança amplia o crédito e estimula o consumo em um momento arriscado.

“As pessoas precisam pensar que essa crise pode bater na sua porta, que elas podem perder o emprego. Então, elas têm que ser muito mais cuidadosas nesse momento do que em outros períodos de maior bonança. Não é hora de se endividar. É hora de fazer uma reserva para tempos ruins”, recomenda William Eid, economista da Fundação Getúlio Vagas (FGV).